Para saber o mais rápido possível destas novidades e também sobre novos artigos, está agora disponível subscrever o blog por email. Receba no seu mail todas as acutalizações do Trocos por Miúdos.

Quarta-feira, 11 de Setembro de 2013
Dinheiro a render a curto-prazo

Atualização: Aparentemente, saíram umas novas normas que limitam a quantidade de papel comercial pertencentes ao grupo que gere o fundo. Assim sendo, o E.S Liquidez tem de desfazer-se de grande parte do papel comercial que detém. Por essa razão estima-se que a rentabilidade do fundo seja bastante menor daqui para a frente - 

 

Há alturas em que não pretendemos manter o dinheiro preso numa aplicação por vários meses (ou anos). Certamente já aconteceu a alguém ficar com alguns trocos a mais no final do mês, mas que não são suficientes para aquele depósito jeitoso que precisa de um capital mínimo elevado para investir. Ou então uma aplicação está a terminar e não se tem nada ainda em vista para reaplicar o dinheiro.

Que fazer nesses dias/semanas/mês em que se anda a sondar o mercado?

Deixar o dinheiro à ordem é uma hipótese. Mas arranjar algo onde renda mais umas migalhas é mais agradável. E nalguns casos pode tratar-se de um valor nada desprezável. Falo por experiência, pois já me aconteceu ficar um par de semanas com dinheiro potencialmente parado, enquanto esperava que terminasse outra aplicação para juntar ao mesmo bolo e participar numa emissão de obrigações. Em situações destas, que geralmente têm durações inferiores a um mês, ou não se sabe quanto vão durar, os depósitos a prazo a termo fixo não são uma boa opção.

Uma das soluções para este problema passa pelos depósitos a prazo que permitem constituições, reforços e resgates com quase total flexibilidade - as contas-poupança.

Conta-poupança

Apesar de bastantes produtos oferecidos pelos bancos usarem os termos "Conta" e "Poupança" no título, nem sempre têm a flexibilidade desejada, ou então oferecem taxas de juro insignificantes. O meu objetivo é apresentar as contas-poupança que apresentam melhores rentabilidades (embora sejam obviamente inferiores às dos depósitos a prazo a termo fixo), sem sacrificar muita flexibilidade.

 

Invest Money Box

 

O Banco Invest tem um produto de poupança, cujos depósitos funcionam de uma forma pouco usual (débito direto), mas que tem total flexibilidade de resgates - o Invest Money Box. Já foi mencionado de passagem aqui no blog, numa altura em que remunerava 4%. Infelizmente os tempos são outros e agora a taxa bruta anualizada é de 2.5%, mas que continua a ser de longe o valor mais elevado que conheço para um depósito onde os levantamentos não têm qualquer penalização.

Para aplicar dinheiro no Money Box, este tem de vir de outros bancos com o mesmo titular, num pagamento por débito direto. No homebanking do Invest programa-se o valor que se quer transferir e a data (tem de ser com alguns dias de antecedência), e tudo o resto é automático. A programação pode ser feita com várias periodicidades (mensal, trimestral, anual). Para transferir uma vez pontualmente, basta criar uma programação qualquer, e cancelá-la assim que o 1º débito tenha ocorrido. O resgate para a conta à ordem pode ser feito também pelo site, é imediato, de qualquer valor, e como já disse, sem penalização dos juros. Estes são calculados diariamente e pagos mensalmente na conta Money Box.

As duas desvantagens desta conta são que as transferências interbancárias no Invest custam 0.52€, logo não convém tirar dinheiro de lá muitas vezes, a não ser que se tenha o cartão de débito do Invest. Por uma anuidade de 5€, podem fazer-se todas as transferências pelo Multibanco a custo 0. A segunda desvantagem é que, como o dinheiro tem de vir de outro banco, caso seja tenhamos uma aplicação que vença no Invest, não podemos passar dinheiro para o Money Box sem o transferirmos primeiro para outro banco.

No entanto, considero que o Money Box é uma solução atrativa para quem quer amealhar dinheiro todos os meses para depois aplicar, por exemplo, num depósito a prazo (já que o Invest tem das melhores taxas de DPs).

FIN do Money Box 

 

Conta Poupança do PrivatBank

 

Todos os que seguem este blog já devem saber que as taxas do PrivatBank já viram melhores dias. A alteração mais recente foi a eliminação dos depósitos PLUS, que pagam juros mensais, e a fusão do pé-de-meia e os depósitos standard numa única classe de depósitos "Clássicos", que possibilitam reforços a qualquer altura, e têm durações de 1 mês até 5 anos.

A Conta Poupança permaneceu inalterada. Paga 1.5% TANB e podem fazer-se reforços e levantamentos quando se quiser e de qualquer montante, desde que se mantenha o saldo mínimo da conta - 50€. Os juros são calculados diariamente e recapitalizados, sendo pagos quando se fazem levantamentos totais/parciais. O único senão desta aplicação é que as mobilizações têm de ser feitas com um pré-aviso ao banco de 2 dias úteis. Mas não existe qualquer penalização de juros.

Outro ponto positivo é que o cartão de débito do PrivatBank é gratuito, logo podem-se fazer transferências interbancárias por Multibanco sem nenhum custo.

FIN da conta-poupança

 

Fundo de Investimento Monetário - Espírito Santo Liquidez

 

Esta terceira opção é um pouco diferente, já que não se trata de um depósito a prazo ou conta-poupança, mas sim de um fundo de investimento monetário, que investe em papel comercial. E embora seja muito útil para ter dinheiro no curto prazo, a sua elevada rentabilidade torna-o muito atrativo mesmo no médio prazo, superando as rentabilidades líquidas de todos os depósitos a prazo atuais. Mas vamos por partes.

Já expliquei o conceito de fundos de investimento. Podemos considerá-los sacos cheios de pedaços de empresas (ações), dívida (obrigações) ou qualquer "coisa" financeira que se queira lá pôr. Um fundo de investimento monetário ou de liquidez é composto essencialmente por depósitos a prazo, depósitos à ordem, e títulos de dívida de muito curto prazo (<1ano)  - que são chamados de papel comercial

O papel comercial que existe no Espírito Santo Liquidez pertence quase todo a empresas do próprio grupo do BES. Como esta dívida não é negociada em mercado secundário, ou seja, não é comprada ou vendida em mercado aberto, como acontece com os fundos de obrigações, o fundo mantém estes títulos até ao final do prazo, recebendo o capital e os juros sem oscilações de preços durante o contrato. Visto de fora, é quase como se de um depósito a prazo se tratasse. E isto reflete-se na cotação do fundo. Ao contrário da maioria dos fundos, o seu valor está em constante crescimento desde o início. Não teve qualquer queda ou crescimento súbito, mantendo um crescimento quase constante ao longo do tempo (fundo indicado a vermelho na imagem abaixo).

Cotação Espírito Santo Liquidez

E as rentabilidades não são nada de se deitar fora. Em 2012 o fundo valorizou 4.4% líquidos. Este ano o crescimento está mais lento, mas já cresceu 2.2%, prevendo-se uma rentabilidade anualizada de aproximadamente 3.3%. Relembro que todos os fundos portugueses apresentam os resultados livres de impostos, pelo que falamos de rentabilidades líquidas. Um depósito a prazo necessita de uma TANB de 4.58% para dar um rendimento líquido de 3.3%. Obviamente que apresenta um risco ligeiramente maior do que um depósito a prazo, já que como fundo de investimento não está coberto pelo fundo de garantia de depósitos. No entanto, como já mencionei, dificilmente um fundo vai à falência. Um dos componentes do fundo pode falir, e isso, quando muito, traduz-se num decréscimo do valor do fundo, consoante a % que esse componente representa. Como os fundos possuem uma grande quantidade de ativos, a perda de um deles não é catastrófica, embora seja desagradável.

O que torna este fundo muito bom também para o curto prazo é que se podem fazer reforços e levantamentos com uma grande facilidade e sem custos. O montante mínimo de subscrição são 500€, mas os reforços podem ser feitos a partir de 25€. O dinheiro fica disponível num dia útil, semelhante a uma transferência interbancária. Pode ser facilmente subscrito no banco BEST, que não tem comissões de manutenção de conta nem sobre transferências interbancárias. Por esse motivo, é o fundo que costumo utilizar para guardar grande parte do ordenado no início do mês, indo lá buscar dinheiro à medida que vai sendo necessário.

Nesta época de baixas taxas de juro, torna-se também um grande produto para aplicar dinheiro durante mais tempo. Mas atenção: não há garantia que as rentabilidades se mantenham assim tão elevadas. Mas como se costuma dizer, enquanto o pau vai e vem folgam as costas.

Os vários constituintes do fundo e a sua cotação diária podem ser seguidos no site da ESAF, a empresa do grupo BES que gere activos financeiros.

publicado por ruicarlov às 17:06
link do post | comentar | favorito
|
.Subscrever por mail
.pesquisar
 
.posts recentes

. Poupar com cartões de cré...

. Mais quedas de taxas de D...

. Saída do PrivatBank de Po...

. Administre-se financeiram...

. Depósitos a prazo - A sit...

. Cartões pré-pagos

. Poupar com cartões de cré...

. Englobamento para o IRS d...

. Invest Choice Novos Depós...

. Os certificados de tesour...

.links
.Ganhar dinheiro na net (sites PTC)

Em Português:

.

Em Inglês:

.mais comentados
.Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.últ. comentários
E o cartão 123 do Santander? Dá cash back de 1% em...
Penso que isso seja mais caso a caso, pois todos o...
ola queria pedir uma opiniao.que cartoes ha por ai...
Olá, João!O cartão demora cerca de 1 semana a cheg...
Nem por isso. Parece que são cada vez menos os car...
Para quem faz compras nesses shopings pode ser que...
Conhecem este cartão?http://www.mundicenter.pt/mgc...
Há novidades (positivas) relativamente a este assu...
Ana, que documentos foram necessários para pedir o...
No meu caso o que me disseram era que estavam à es...
.arquivos

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Novembro 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

.tags

. todas as tags

.Directórios/Redes
Directorio de Blogs Portugueses
.subscrever feeds